sábado, 30 de maio de 2009

Considerações sobre o destino'

Desde que comecei a querer ter um pensamento crítico sobre tudo, tenho o 'destino' como uma coisa inexistente. Quando eu falo destino, é no sentido de 'pré-destinação', ou seja um futuro já previsto, linhas já traçadas, um final já esperado e etc.
Não acredito que seja possível Deus nos dá a vida e com ela escrito o seu começo, meio e fim. Se assim fosse, não haveriia sentido pra vida. Afinal, vir com as linhas da vida já traçadas não daria sentido à 'lei de causa e efeito', muito menos ao 'livre arbítrio'. Eu tenho certeza de que Deus é onisciente, onipotente e onipresente, e por isso tem a sabedoria da nossa vida, mas ele não faz da nossa vida uma história já escrita em que a gente só vai ter o trabalho e 'encená-la'.
O meu professor de literatura chegou a dizer que não podemos afirmar a existência ou não do destino e em certo ponto eu até concordo com ele. Se afirmarmos que ele existe, como fazer isso se não sabemos o que vai haver pela frente? Quem garante que ser pobre ou rico era meu destino? E quem garante que não?
Se estava escrito que eu me decepcionaria com minhas amigas, e agora, a minha próxima atitude, se ele está escrita, então porque preciso parar pra pensar por tanto tempo? Se já estava certo que alguém me faria sofrer, por que então eu teria encontrado essa pessoa? Até porque adquirir experiência não vai adiantar de nada, já que o destino está traçado e não depende nem de você nem suas experiências, não é mesmo? ¬¬
Acho que algumas pessoas confundem a lei de 'causa e efeito' com destino. Qual a consequência pra quem rouba, pra quem mata, pra quem faz algum mal à alguém? PAGAR PELO QUE FEZ. Isso não é destino, é consequência de algo feito no passado. É claro que nem tudo é consequência de algo, existem as circunstâncias. Ahh, a sorte e o azar? isso deixa pra outro texto!
Alguém não pode está predestinado a ser sempre feliz, sempre aceitar as coisas, ou qualquer coisa que seja, ninguém é totalmente previsível. Ninguém pode está isento de uma coisa chamada ERRO, muito menos da EVOLUÇÃO. Essas duas coisas não existiriam se a nossa história realmente já tivesse sido escrita.
Se desconhecemos a nossa origem e também a nossa destinação, como poderíamos saber o que vem pela frente?
.
Clara Santana.

Um comentário:

[Márcia Carolina] disse...

pois é... concordo... se destino existisse então a vida seria uma baita injustiça, vc já nasceria predisposto ao ceu ou inferno, imagine aí...
mas então qul o motivo de vc na minha vida? já sei, foi muuuuuuuuuuuita sorte meeesmo...